Login

dor aguda

Com o surgimento de novos fármacos e técnicas, o alívio da dor aguda tem ganho reconhecimento em variadas situações clínicas, assim como grupos específicos têm atraído a atenção – idosos, crianças, grávidas, doentes com deficits cognitivos e incapacidade de comunicação, doenças renais ou hepáticas e tolerantes a opióides.
Atualmente no tratamento da dor aguda, para além do alívio da dor, realça-se a diminuição da morbilidade pós-operatória, redução do risco de desenvolver dor crónica pós cirurgia, trauma ou uma condição médica aguda.
Um grupo de evidências só pode guiar a prática clínica se for reconhecida, sistematizada e atual. As revisões sistemáticas quantitativas (meta-análise) são o melhor nível de evidência disponível. As diretrizes da prática clínica oferecem orientações específicas de tratamento baseado na evidência de condições álgicas particulares. Os resumos abrangentes de evidências fornecem uma visão atual e geral das melhores evidências disponíveis para o tratamento da dor aguda de diferentes etiologias. As Tabelas de classificação analgésica podem resumir evidências de estudos aleatórios, duplamente cegos e doses únicas, de medicações individuais, comparadas com placebos, dadas a doentes com dor moderada a severa, requerendo alguma cautela a interpretação destes dados.

pdfDownload ptFlag enFlag